Etiqueta do vinho: 9 dicas para servir corretamente

Via: Famiglia Valduga Co.

agencia-combo-design-etiqueta-do-vinho-9-dicas-para-servir-corretamente

Errar ao servir um bom vinho é como ser um dançarino muito bem-vestido que não para de pisar no pé de seu par. A temperatura alta demais e as gotinhas derramadas fora da taça podem ofuscar o brilho e sofisticação que um vinho de qualidade traz àquela ocasião digna de brinde, não é?

A boa notícia é que você não precisa de anos de treinamento para ficar craque nos passos da coreografia que é a etiqueta do vinho! Para prová-lo, compartilhamos hoje nove dicas que vão transformar qualquer patinho feio na estrela do lago dos cisnes dos sommeliers.

Quer ver? Continue lendo e saiba tudo sobre como servir vinho do jeito certo!

1. Planeje a carta de vinhos do dia

Na hora de escolher a sequência em que as bebidas serão servidas, o clássico é começar pelo espumante e ir construindo um clímax dos vinhos mais leves (brancos, rosés e tintos jovens) até os mais encorpados (envelhecidos e tânicos), fechando com os vinhos doces, licorosos ou de sobremesa (como o Porto).

Se quiser modernizar, não tem problema. Basta lembrar-se de que nossa percepção vai perdendo a capacidade de notar as nuances dos vinhos mais delicados à medida que a noite avança, por isso deixe as opções mais leves, assim como as safras mais raras e sofisticadas, para o começo do espetáculo.

2. Mantenha as garrafas na temperatura ideal

Que convidado não gosta de receber uma taça de vinho ou espumante assim que entra na casa do anfitrião? Contudo, para que essa entrada dê certo, nada de deixar para colocar as garrafas no freezer na última hora, viu?

Confira a temperatura em que cada tipo de vinho deve ser servido e prepare cada um com antecedência para deixá-lo brilhar:

  • espumantes e champanhe: entre 4-10°C;
  • brancos: entre 7-14°C;
  • tintos leves: entre 12-17°C;
  • tintos tânicos: entre 17-21°C.

Espumantes e brancos mais cítricos podem (e devem!) ser colocados no freezer por 30 minutos a uma hora antes de abertos, mas vale lembrar que mudanças bruscas de temperatura prejudicam o vinho.

Fuja da necessidade de levá-lo do armário ao congelador, deixando-o na geladeira desde cedo, para que se resfrie aos poucos e não sofra choque térmico!

3. Deixe os tintos no ponto certo

Além da temperatura, sabia que alguns vinhos precisam do contato com o oxigênio para liberarem seus aromas? Nesse caso, abre-se a garrafa até mesmo antes da chegada dos convidados para deixá-lo “respirar”.

Essa medida vale, principalmente, para os vinhos tintos e envelhecidos, como Syrah, Bordeaux ou Merlot, mas também para aqueles que ficaram guardados na garrafa por muito tempo, assim como os vinhos e espumantes de safra vintage.

Use um decanter ou abra a garrafa cerca de 30 minutos antes do horário para deixar esses vinhos no ponto!

4. Prepare a mesa e a sala de jantar

Uma regra importantíssima da etiqueta do vinho é colocar a taça de vinho à direita do prato na mesa e, à sua esquerda, uma taça ou copo de água. Assim, os convidados podem limpar o paladar entre as garfadas para apreciar o vinho ao máximo.

Outro detalhe que deve ser mencionado é o balde de gelo, indispensável para manter a temperatura de espumantes e vinhos brancos.

5. Tenha cuidado ao sacar a rolha

Vários erros dos enófilos iniciantes podem acontecer já no momento de abrir a garrafa, acredita? Quebrar a rolha e perfurá-la, por exemplo, está entre as piores gafes!

Para que isso não aconteça, introduza o saca-rolhas apenas até a penúltima voltinha da espiral e puxe-a com calma. Guardar suas garrafas deitadas para que a cortiça não resseque e conferir o estado da rolha antes de abrir o vinho também são boas medidas preventivas.

Mesmo assim, caso ocorra de pedacinhos de rolha caírem na bebida, não há razão para perder o gingado: é só usar um coador para retirá-los antes de servir a bebida e pronto!

6. Conheça o passo a passo da garrafa para a taça

Esse é um dos momentos mais tensos para quem está na função de sommelier, e a principal preocupação é com as gotinhas, sobretudo de vinho tinto, que podem acabar em vários lugares que não a taça, da toalha de mesa à roupa dos convidados.

Por sorte, basta seguir estas instruções simples para evitar tragédias de todo tipo:

  • coloque um salva-gotas na garrafa. Se não tiver um, envolva um guardanapo ou pano de prato limpo na curva entre o gargalo e o corpo da garrafa;
  • segure a garrafa pela base;
  • sirva o vinho devagar, diminuindo o fluxo aos poucos;
  • gire a garrafa de leve no finalzinho, para terminar, e erga-a na vertical para que qualquer gotinha remanescente escorra da boca para o salva gotas.

7. Acerte na quantidade

Não é só a quantidade de vinho por pessoa que deve ser calculada. Saber o quanto servir em cada taça também é importante para manter a temperatura do vinho sempre perfeita, assim como seguir as boas maneiras. Conheça as regras de ouro para essa questão:

  • vinhos tintos: se estiver usando taças grandes, até ⅓ de altura.
  • vinhos brancos: metade da taça;
  • espumantes: até ¾ da tulipa.

8. Sirva os convidados em ordem

O mais relevante aqui é saber por onde começar. Use seu instinto para saber se quem deve ser servido primeiro é o convidado mais velho, o mais importante ou aquele que você quer deixar mais à vontade. Na dúvida, pergunte-se para quem iria o primeiro pedaço de bolo, se fosse um aniversário.

Depois de decidir quem será honrado com a primeira taça, a etiqueta diz que o certo é continuar pela mesa em sentido horário, mas a regra pode ser flexibilizada de acordo com a situação e com uma pitadinha de bom senso.

9. Continue servindo durante o evento

Com todo mundo muitíssimo bem servido e aproveitando a ocasião, você já pode relaxar, mas não muito! Afinal, principalmente quando há convidados que não têm intimidade suficiente para abrir sua geladeira, é você quem deverá se preocupar em mantê-los felizes e com as taças sempre abastecidas, certo?

De tempos em tempos, preferencialmente antes de servir mais bebida para si mesmo, confira em que nível está a taça das outras pessoas, sempre perguntando se elas aceitam mais antes de servi-las de novo até o nível recomendado, e troque ou lave suas taças quando mudar de vinho.

Com esses passinhos simples bem ensaiados, não tem por que você ficar com medo de fazer feio na hora de seguir a etiqueta do vinho!

Fonte: Famiglia Valduga Co. | www.blog.famigliavalduga.com.br
Postado por: Agência Combo Design | www.agenciacombodesign.com.br

Posted by Agência Combo Design in : Vinhos, Nenhum Comentário

Deixe um comentário